Alexandre, possivelmente por Apeles

Alexandre, possivelmente por Apeles
A natureza polêmica e controvertida da filosofia cética ao longo da história da filosofia é, ao menos em parte, resultado da ambiguidade e imprecisão com que esse termo é continuamente mobilizado. Já Sexto Empírico, médico e filósofo do início da era cristã, principal fonte do ceticismo pirrônico hoje restante, insiste no modo como as usuais “refutações” da filosofia cética baseiam-se numa compreensão precária do que eles disseram. Se a sua retomada no período do Renascimento, como diz Richard Popkin, contribuiu decisivamente para a gestação da assim chamada filosofia moderna, as controvérsias e mal-entendidos apenas se multiplicaram. Não apenas filósofos explicitamente simpáticos ao ceticismo – como Montaigne, Gassendi, Bayle e Hume – o reconstruíram de modos singulares e diversos, como diversos daqueles que pretenderam refutá-lo – como Berkeley ou Kant – são tributários dessa filosofia num grau que por vezes eles mesmos parecem não ter reconhecido integralmente, o que é seguramente muito mais verdadeiro a respeito das leituras usuais dessas filosofias. O objetivo do grupo “Questões sobre a História do Ceticismo” é o de formar e integrar pesquisadores interessados no exame dos contornos problemáticos e desconhecidos da “tradição cética” e de suas consequências. Isso abrange tanto o estudo das diversas versões de ceticismo historicamente dadas, em diversos de seus aspectos: epistemológicos, científicos, morais, políticos e literários, e mesmo a maneira como problematiza radicalmente a própria natureza da filosofia, como suas repercussões diversas ao longo da história da filosofia, inclusive e sobretudo na rejeição do ceticismo.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Minicurso com o professor Danilo Marcondes

O Programa de Pós-Graduação em Filosofia e o Grupo de Estudos “Questões sobre a História do Ceticismo” convidam para o mini-curso com o prof. dr. Danilo Marcondes de Souza Filho (PUC-RJ, UFF)
“Retomada do Ceticismo Antigo no Início do Pensamento Moderno”

Primeiro encontro: 28/06/2016, terça-feira, das 14h15 às 18h00
Local: sala 600 (rua dr. Faivre 405, Edif. d. Pedro II, sexto andar).

Segundo encontro: 29/06/2016, quarta-feira, das 9h00 às 12h30
Local: sala 603 (rua dr. Faivre 405, Edif. d. Pedro II, sexto andar).

O professor Danilo Marcondes de Souza Filho possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1975), mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1977) e doutorado em Filosofia - University of St Andrews (1980). Em 2008 foi directeur d’études associé na Maison des Sciences de l’Homme (Paris, França), em 2009 foi visiting researcher na Brown University, Providence, RI, EUA e em 2011 (janeiro-fevereiro) professeur invité na Université de Paris-X. Atualmente é professor associado da Universidade Federal Fluminense (tempo parcial) e professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Foi presidente da North American Association for the History of the Languages Sciences de 2010-2012. Atua principalmente nos seguintes temas: filosofia da linguagem (pragmática e análise do discurso), história do ceticismo na filosofia moderna, ética aplicada.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Colóquio "Modos de Vida", 1 a 4 de dezembro de 2015

VII Simpósio Antigos e Modernos: “Modos de vida”
UFPR – 01 a 04 de dezembro de 2015
 Programação


Dia 01/12 (3ª-feira)

10h00 –12h00 - Conferência de abertura:
A biografia antiga como gênero literário
Prof.ª Dr.ª Maria Aparecida de Oliveira (UsP)


14h00 – 16h00 - Mesa-redonda 1: Modos de vida: viver os afetos
Prof.ª Dr.ª Maria Rita César (UFPR): Estética da existência, Feminismo e perfomance
Prof.ª Dr.ª Renata Senna Garraffoni (DEHIS/UFPR):  Dos modos de vida nas paredes de Pompeia
Prof. Dr. Clóvis Gruner (DEHIS/UFPR): As duas vidas de Kindermann e Papst: histórias da prisão na imprensa e na literatura curitibanas
Prof.ª Ms. Irene Christina Boschiero (UFPR): Viver amando: um conselho elegíaco a ser considerado

16h30min – 18h30min - -Mini-curso: Modos de vida de poetas e filósofos: 1) O modo de vida estoico: exílio e morte social em Sêneca
Prof.ª Dr.ª Luciane Munhoz de Omena  (Universidade Federal de Goiás)


Dia 02/12 (4ª-feira)

10h– 12h00 - Mesa-redonda 2: Modos de vida: biografia e autobiografia
Prof.ª Dr.ª Anamaria Filizola (UFPR): O livro de Agustina, uma autobiografia em três tempos
Prof. Dr. Walter Lima Torres (DELEM/UFPR):  Entre a representação e a festa: a figura dionisíaca de Zé Celso Martinez Correa no teatro brasileiro
Prof.ª Dr.ª Sarah Diva da Silva Ipiranga (UECE): Confissões poéticas: memória e literatura
Prof. Dr. Pedro Ipiranga Júnior (DEPAC-UFPR): Bíos antigo e hibridismo

14h00 – 16h00 – Sessão de Comunicações:
Lorrayne Colares (mestrado-Filosofia-UnB): Comentários sobre as relações entre discurso filosófico e modo de vida na Antiguidade greco-romana segundo Pierre Hadot; Cassiana Lopes Stephan (mestrado-Filosofia-UFPR/ CAPES): Vida de artista: atitude universal x criatividade crítica; Geisa Mueller (Doutorado/PG-UFPR-Capes): Thomas Bernhard e o modo de viver na direção oposta. Leonardo Fischer (Letras/ bolsista UFPRTN): O modo de vida de Evágoras como governante ideal.

16h30min – 18h30min - Mini-curso: Modos de vida de poetas e filósofos
Prof. Dr. Luiz Eva  (DEFI-UFPR): 2) Modo de vida cético
Prof. Dr. Guilherme Gontijo Flores (DEPAC-UFPR): 3) Modo de vida elegíaco: Dentro e fora da moral



Dia 03/12 (5ª-feira)

10h00 – 12h00 – Mesa-redonda 3: modos de vida: narrar a si como ação política ou como refiguracão do si mesmo
Prof.ª Dr.ª Loraine de Fátima Oliveira (UnB/UFRGS): A virgindade de Hipácia de Alexandria
Prof. Dr. Bernardo Guadalupe Brandão (DEPAC/UFPR): Plotino e a filosofia como encantamento
Prof. Dr. Leandro Neves Cardim (DEFI/UFPR): Da realização dos valores em João Guimarães Rosa
Prof.ª Ms. Maria Edith Maroca de Avelar Rivelli de Oliveira (UFOP) : O diário de Ferdinand Denis: narrativa autobiográfica e consciência histórica moderna

14h- 16h - Sessão de Comunicações:
Alexandre Cozer (História, bolsista CNPQ-Pibic/UFPR): A mulher e o falo: práticas sexuais femininas na Priapeia; Ingrid Cristini Kroich Frandji (Mestrado–PPGHIS/UFPR): Violência contra mulheres no Egito Romano; Miguel K. Drigo (História, bolsista TN–Tesouro Nacional/UFPR): As mulheres e os ritos funerários nos lécitos atenienses do século V a.C.; Natascha A. Eggers (mestrado, bolsista CNPq/UFPR): Viagens e antiquarismo no início do século XIX: o Egito e sua cultura material antiga por Giovanni e Sarah Belzoni; Gabriel Augusto Soares Lima da Trindade (História-voluntário, IC/UFPR): Memórias e Sentimentos em lápides romanas antigas de regiões anfiteatrais.

16h30min – 18h30min - Mini-curso: Modos de vida de poetas e filósofos
Prof. Dr. Alessandro Rolim de Moura  (DEPAC-UFPR): 4) Modo de vida bucólico
Prof.ª Dr.ª Joseane Prezotto (DEPAC/UFPR): 5) Modo de vida ateniense: tragédia e cidadania no período clássico

Dia 04/12 (6ª-feira)

10h00min – 12h00 - Mesa-redonda 4:  modos de vida: crer é seguir um percurso
Prof. Ms. Stenio José Paulino Soares (UNESPAR/USP): Encruzilhada poética: as religiões afro-brasileiras e sua importância social e política
Prof. Dr. César Augusto Baldi (NEP-UnB): Islã, etnocentrismo e descolonização: o repensar das religiões
Prof.ª Dr.ª  Karina Belotti (DEHIS/UFPR): Jesus C.E.O.: liderança e sucesso na mídia evangélica
Prof. Dr. Rafael Faraco Benthien  (DEHIS/UFPR): Modernas percepções francesas acerca das antigas religiões gregas: das “sobrevivências” do totemismo às “margens” do mundo indo-europeu

14h00min – 16h15min - Sessão de Comunicações:
Luís Fernando Costa Cavalheiro (Doutorado-História/bolsista Capes/UFPR): Entre a doutrina e o combate: os usos dos Santos Patriarcas nos sermões de autos-de-fé da Inquisição Portuguesa (1612-1640); Bárbara Silva Teles de Menezes (Letras/UECE): A selva da memória; Sávio Alencar de Lima Lopes (Letras/UECE): “Muito documental”: Ana Cristina Cesar missivista. Estêvão Cruz (Doutorado-Filosofia/UFRJ):“A Vida de Secundus”: uma análise da caracterização do gênero Bios e da moderna biografia; Débora Mariz (Doutorado-Filosofia Contemporânea/UFMG): O que é filosofar para Simone Weil?

16h30 – 18h00 Conferência/Encerramento
Simone Weil e a filosofia como transformação de si
Prof. Dr. Fernando Rey Puente (UFMG)


18h00 – 18h30 Concerto/Apresentação

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Cronograma dos próximos encontros do grupo de leitura de Sexto Empírico:

08/10
Frases céticas
22/10
O pirronismo e outras filosofias
05/11
Livro II, introdução; sobre a investigação cética
19/11
Livro II, critérios
10/12
Livro II, critérios


Início sempre às 15h00.

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Tropos de Enesidemo

Caros,

Apenas para lembrar que o nosso próximo encontro ficou agendado para 18/06 às 15h30.
Avançamos até a leitura e discussão do Primeiro Tropo de Enesidemo.

Até lá,

quinta-feira, 28 de maio de 2015



Apenas lembrando que hoje à tarde, às 15h30, temos mais um encontro do nosso grupo de leitura de Sexto Empírico, 

Abraços,

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Link para Sexto Empírico em castelhano

Repassado pela Joseane:

Segue link para baixar o Sexto Empírico
e outros volumes da coleção de clássicos da gredos.